A Caixa de Assistência dos Advogados de Roraima garante o auxílio natalidade as advogadas mães em razão do parto, adoção ou gestação não levada a termo.

O benefício deve ser requerido no prazo de até seis meses, contados da data do parto ou da efetivação da adoção. Depois disso, a CAARR auxilia com o pagamento da anuidade ou na forma de ressarcimento da mesma.

O benefício pago à advogada-mãe foi criado por meio da resolução nº. 001/3026, e vale em casos de nascimento e adoção ou guarda. Segundo a resolução, a solicitação é feita através de requerimento na sede da CAA/RR.

“É um projeto que tem dado certo e que precisa continuar, é uma caixa [CAARR] que tem se preocupado com as nossas advogadas, inclusive têm sido oferecidos muitos outros serviços para a mulher advogada. A diretoria da CAARR está de parabéns”, comenta a advogada Florany Mota.

O presidente da CAARR, Ronald Rossi Ferreira, destaca que o auxílio maternidade ainda não é viável em muitos Estados brasileiros. “Somos a menor Caixa de Assistência do país, mas ainda assim é possível oferecermos mais esse benefício para a advogada-mãe, que fica impossibilitada de trabalhar por longo período após o parto”.

Beneficiadas pela Resolução, a advogada Sara Mubarac comenta que se sente “valorizada como mãe e profissional” e destaca que “não é tanto pelo valor, mas sim pelo reconhecimento”.

Informações: caarr.org.br – caa.roraima@hotmail.com – 3624 2145 (whatsapp)